Linhas especiais gratuitas ganham agentes de bordo

Estudantes com deficiência terão ajuda durante embarque e desembarque no trajeto até a escola

Os transportes das linhas especiais gratuitas, que oferecem serviço aos alunos com algum tipo de deficiência, contará a partir de agora com um assistente de bordo, que terá, entre outras atribuições, que ajudar os estudantes durante o embarque e o desembarque, além de zelar pela identificação deles.
"Esses estudantes já tinham o direito da gratuidade assegurado e agora vão poder contar com uma pessoa capacitada que irá auxiliar no exercício e plenitude do direito de ir e vir com maior zelo e com uma ampla garantia de usufruir seus direitos sociais, como o de ir para a escola", ressaltou o diretor-geral do DFTrans, Marco Antonio Campanella.
A determinação está em instrução publicada no Diário Oficial do DF desta terça-feira (2), que prevê que as empresas que oferecem o serviço gratuito contarão com um agente capacitado para auxiliar os alunos durante o trajeto até a escola e entidades especializadas.
A gratuidade é concedida às pessoas com deficiência, de acordo com o art. 339 da Lei Orgânica do Distrito Federal, no uso do transporte público coletivo do Sistema de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal (STPC/DF), na classificação serviço básico e complementar rural.
Linhas – Hoje, há aproximadamente 50 mil pessoas com deficiência que usufruem do Cartão Especial e, mensalmente, mais de 500 alunos de 13 entidades especializadas utilizam as 19 linhas especiais oferecidas pelo DFTrans.

A autarquia vai verificar, mensalmente, o emprego do assistente de bordo na operação das linhas especiais, aplicando, quando necessária, as penalidades cabíveis em caso de descumprimento da instrução.

Mais Cultura

0 comentários