Deputado Delmasso pede reabertura de comércio de beleza e estética mediante utilização de manual básico de biossegurança. O segmento impacta a economia de 70 mil famílias dos profissionais da área.

Delmasso pede reabertura de comércio de beleza e estética mediante utilização de manual básico de biossegurança*
_Segmento impacta a economia de 70 mil famílias dos profissionais da área_

Nesta terça-feira (14) o deputado Delmasso (Republicanos) enviou um ofício ao chefe da Casa Civil, Valdetário Andrade Monteiro, pedindo a reabertura dos salões de beleza, barbearias, esmalterias e spas. A “Comissão Movimenta Beleza do DF” pediu ajuda do parlamentar para buscar alternativas para a reabertura dos estabelecimentos, entretanto comprometidos a participar de forma ativa com a corresponsabilidade total na cadeia de biossegurança, dentro das ações de segurança e saúde do Governo do Distrito Federal.

A Comissão é formada pelo Sindicato das Empresas do comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e higiene do DF e pelo Sindicato dos trabalhadores em salão de beleza profissional da área da beleza e clínicas de beleza e instituto de beleza do DF. DeApós reunião com o chefe da Casa Civil do Distrito Federal e união das percepções expostas, foi elaborado um projeto de padronização do manual básico de biossegurança e a também a cartilha do cliente, os quais descrevem medidas que serão tomadas pelo seguimento da beleza a fim de reabrir suas portas durante a pandemia causada pelo COVID-19,  que provocou o fechamento do comércio do DF.

Segundo a Comissão, o projeto visa corroborar com o combate da propagação do coronavírus, bem como reduzir maiores impactos financeiros negativos tanto na economia do Distrito Federal, quanto na economia das 70 mil famílias de profissionais empregados no segmento. Dentre várias medidas estabelecidas no projeto, estão a utilização e disponibilização de insumos de segurança da saúde tais como o álcool em gel 70%, luvas e máscaras durante os atendimentos, bem como o atendimento dos clientes realizados somente com horário agendado.

Esta categoria é responsável pela geração de muitos empregos, que estão em risco caso não possam trabalhar. “Seguindo inteiramente o manual básico de biossegurança e a também a cartilha do cliente estarão enquadrados nas ações de segurança e saúde estabelecidas pelo governo. Desta forma, os profissionais poderão garantir a fonte de renda de suas famílias”, deputado Delmasso. Quem se interessar em adquirir o manual de biossegurança, basta enviar uma solicitação para o whatsapp do condango notícias no 61991270455 para ter acesso ao material em PDF.

Mais Cultura

0 comentários